» Esclarecimentos as indagações sobre minhas fontes de pesquisa – Shimmie Ampliando Conceitos

Esclarecimentos as indagações sobre minhas fontes de pesquisa – Shimmie Ampliando Conceitos

Esclarecimentos as indagações sobre minhas fontes de pesquisa – Shimmie Ampliando Conceitos
Para quem possa interessar!
Esclarecimentos para as bases de meus textos sobre o caderno de estudos na Revista Shimmie Ampliando Conceitos
Minhas bases de pesquisa para Música, Folclore e quaisquer assuntos, relacionados  a Arte Oriental, sempre se baseiam em pesquisas de leitura ou pessoais, em classe ou em conversas com os professores que fazem ou fizeram parte de minha vida.

Muitos assuntos,envolvem um conhecimento que abarca áreas mais profundas, do que aquelas que pisamos ao sermos apenas bailarinas. Eu não me arrisco nunca a inventar sobre o que não sei ou não posso comprovar. Portanto meu caminho é sempre o mesmo, uso meus livros, uso os textos que considero fidedignos, e minha experiência, além da interpretação pessoal.

Uma das áreas mais difíceis de discursar sobre, é a Música, que para ser descrita ou explicada, depende de conhecimentos técnicos específicos, com o risco de se dizer grandes besteiras, se não bem fundamentadas.
Geralmente meu material é diversificado, e catalogado de acordo com minhas áreas de interesse.

Quando tenho que escrever sobre algo específico, ou quando tenho um interesse em especial, sempre busco misturar diversas fontes, para obter o resultado final, e assim foi também na matéria da ultíma Shimmie.
O resultado dos estudos se transforma no meu material didático que é gratuitamente oferecido em cursos e workshops, e que depende única e exclusivamente de meu estudo pessoal, e desejo de compartir, o que nem é tão comum no meio!

 O compartilhar é mesmo uma arte, das mais refinadas hoje em dia, já que a escolha daqueles com quem vamos dividir , determina em parte os resultados de nosso compartilhamento!

No artigo sobre Tarab , que fez parte de meu caderno de estudos,  há de fato um longo trecho que foi traduzido de um material técnico versando sobre música.. Quando encontrei o material, num blog pequeno baseado em outro país, o texto foi tão  esclarecedor que a parte mais árida sobre o Tarab eu simplesmente traduzi.

Escrevi para o autor do blog, agradecendo o texto tão lindamente desenvolvido, e solicitando que entrasse em contato comigo, pois gostaria de manter contato para compartilhamento de informações sobre a música, e outros assuntos relacionados a cultura oriental, mas nunca obtive qualquer resposta. Isso aconteceu meses antes de ter a solicitação da Shimmie sobre este assunto em especial. Meu contato nunca se deu de fato e a única coisa que sei é que seu Apelido é OUDMAN 586 e que talvez seu nome seja Michael, pois esse é parte de seu endereço de email.

O endereço do blog é :

http://oudman586.blogspot.com

O título do blog dele é :
Arabic Music
This blog is a compilation of my thoughts and experiences with performing and listening to arabic music.

Este blog é uma complicação dos meus pensamentos e experiências, apresentando e ouvindo música árabe.

Aqui está então a informação que pode comprovar de onde saiu a parte técnica do texto.
Outras fontes foram usadas no artigo, e para evitar qualquer incomodo com a Revista Shimmie, aqui está a lista completa dos profissionais que usei como base do que escrevi, e dos sites onde busquei algo que pudesse corroborar o que li:
Fiquem a vontade para pesquisar, e conversar com as pessoas em questão.

Oudman 586
Gamal Seif – contato direto – meu parceiro de dança e Professor – residente em Colônia – Alemanha – natural do Egito
Aladim el Khouly – contato direto – meu professor – residente em Bonn –Alemanha , natural do Egito
Ahmed Elsweefy – meu professor de árabe no momento . Residente em Guiza – Egito
Khaled Seif – contato direto – Meu professor , residente em Zurique – Suíça
Farida Fahmy – contato direto – Minha professora, e inspiração – Também tenho como materiais diretos de Farida Fahmy, os originais de seu trabalho sobre Etimologia da Dança – o desenvolvimento da estética e proposta artística cultural do Grupo Reda. Um livro que descreve em detalhes os caminhos tomados por Mahmoud Reda e por sua trupe , na releitura da vida egípcia que foi então transformada em arte e levada ao palco. Este livro é a base de boa parte de meus textos sobre Folclore juntamente com as conversações que versam sobre o assunto, sempre que tenho a chance de encontrá-la.
Victor Abud Khiar – através de textos

http://www.4arabs.com

http://www.orientaltunes.com

http://www.sudairy.com/music/

www.maqamworld.com

Espero ter me feito clara. Tenho um nome a zelar, e sou uma portadora de informações. Gostaria de ter certeza de que vale a pena compartilhar o que estudo, sem ser acusada de plagiar ninguém. Para tanto passarei a citar detalhadamente todas as minhas fontes, sejam elas escritas ou não.

Up